segunda-feira, 6 de setembro de 2010

Moça, Olha só, o que eu te escrevi
É preciso força pra sonhar e perceber
Que a estrada vai além do que se vê
Sei, que a tua solidão me dói
E que é difícil ser feliz
Mais do que somos todos nós
Você supõe o céu
Sei, que o vento que entortou a flor
Passou também por nosso lar
E foi você quem desviou
Com golpes de pincel.


Marcelo Camelo

Um comentário:

CYWMARA WADISQUY disse...

ADOREI..JA ESTAVA COM SAUDADES DOS SEUS POSTES VISSE...XEROOO