domingo, 30 de janeiro de 2011

Se me liga fica tudo bem. Eu Fico



A verdade é que quando alguém quer, 
quando alguém sente falta, 
quando a pessoa se importa, 
ela liga, 
nem que seja pra falar besteira ou pra ouvir o silêncio da outra.



Lih Neta do Morango e Estrelas

sábado, 29 de janeiro de 2011

Espera um pouco. Eu vou te dizer de todas as coisas.É por isso que estou falando

 
É fundamental que você escute todas as palavras, todas, e não fique tentando descobrir sentidos ocultos por trás do que estou dizendo, sim, eu reconheço que muitas vezes falei por metáforas, e que é chatíssimo falar por metáforas, pelo menos para quem ouve, e depois, você sabe, eu sempre tive essa preocupação idiota de dizer apenas coisas que não ferissem.


Caio F.


"Porque doem minhas entrelinhas... não minhas palavras.

É que tudo podia ser tão mais simples.
E a menina que mora em mim precisa tanto de um abraço.
É... amo abraço. Amo quem me abraça..."  


(solange Maia)

sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

Passei toda a noite, sem dormir, vendo, sem espaço, a figura dela,

Passei toda a noite, sem dormir, vendo, sem espaço, a figura dela,
E vendo-a sempre de maneiras diferentes do que a encontro a ela.
Faço pensamentos com a recordação do que ela é quando me fala,
E em cada pensamento ela varia de acordo com a sua semelhança.
Amar é pensar.
E eu quase que me esqueço de sentir só de pensar nela.
Não sei bem o que quero, mesmo dela, e eu não penso senão nela.
Tenho uma grande distração animada.
Quando desejo encontrá-la
Quase que prefiro não a encontrar,
Para não ter que a deixar depois.
Não sei bem o que quero, nem quero saber o que quero.
Quero só Pensar nela.
Não peço nada a ninguém, nem a ela, senão pensar.

Alberto Caeiro 
Imagem


Ps.:
Como eu conheci o texto??
- Fátima Abrantes, claro! Foi ela quem me mandou.
Achei Lindo!

Lá está o barquinho de velas brancas, navegando no mar!


[...]Sem nunca ter um porto onde chegar, 
ele navega pelo puro prazer de entrar no mar.

(Rubem Alves)
Aquele barquinho, meu bem, afundou não foi?
Tanto que eu pedi pra você remar...

Agora fiz um só pra mim.
E não posso ir tão fundo.
É de papel.


Ivanúcia Lopes...

Bom dia! Olha as flores que eu trouxe pra você, amor.


quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Até que eu me aceite sem você do meu lado



E eu que te acho tão linda ainda fico pensando na gente segredando as coisas. E fico achando que isso é um sonho e que quando acordar vou correndo te contar como está sendo dura essa minha vida sem ti.

Eu te queria comigo. E tá doendo aqui dentro.

Saudades Mainha! Sempre maiores. E mais intensas.

O que seria mais difícil do que juntar as letras e formar palavras?


Juntar Pessoas e manter a coesão.


(Ivanúcia Lopes)

quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Da finitude do amor


Dois seres discutiam a respeito da finitude do amor. Um se chamava ninguém, outro se chamava alguém.

ALGUÉM: amor é uma bela flor que ora morre, ora se mata! É ave morta que vive revoando sob o céu do nada.
NINGUÉM: que pensas, companheiro! Sabes que o amor é tão eterno quanto o tempo!… e não se evapora; nem diante do mais forte vento!
ALGUÉM: é, nobre amigo! Acho que o amor é o livro da mais densa metafísica: não se pode mensurar, pois nem mesmo é algo físico; então o deixo fechado, empoeirado e esquecido.
 NINGUÉM: …é lembrado a cada sorriso que a beleza revela; a cada instante que a ausência supera; a cada lampejo de autêntica inspiração e… a cada batida acelerada dum nobre coração,
ALGUÉM: e sempre morrerá, pois Cronos é implacável e sempre há de fazer murchar a cor rubra da paixão.
NINGUÉM: já amaste, meu caro? Já sentiste a tênue brisa que vem do leste e que vira fogo e nos aquece?
ALGUÉM: meu pobre sonhador! Que pode ser o amor? Se não efêmero vento que vem do norte, passa (não fica) e encontra a morte.
NINGUÉM: o amor é um deus imortal para aqueles que cultuam a beleza que está na essência! …vai além das aparências do supremo querer!
ALGUÉM: pois se o visse, agora mesmo o mataria!
NINGUÉM: é tão sublime falar para uma musa, uma poesia.
ALGUÉM: palavras, palavras, nada podem com o tempo, ditador e general, que sufoca o sonho que nasce e então para jazer em paz.
NINGUÉM: lançar-te-ei um desafio! És capaz de fitar um anjo que se chama por mulher e resistir sem acelerar uma batida de coração sequer?
ALGUÉM: como ousas desafiar aquele que não enxerga nada, a não ser a figura austera da razão?
NINGUÉM: espera a noite que logo chegará e o deus Cupido acertará, bem no centro do seu coração, fazendo nascer a flor duma sublime emoção…
ALGUÉM: provar-te-ei caro amigo que o amor nada mais é do que um oásis perdido num deserto de ilusão...

PRÓLOGO: alguém não acreditará no amor enquanto ninguém insiste em cultuar aquele que outrora reverberou primaverilmente, em vorazes corações


Mr. Luz 

 

terça-feira, 25 de janeiro de 2011

Perdoe a minha precariedade e as minhas tentativas inábeis, desajeitadas, de segurar a maçã no escuro. Me queira bem.


Estou te querendo muito bem neste minuto. Tinha vontade que você estivesse aqui e eu pudesse te mostrar muitas coisas, grandes, pequenas, e sem nenhuma importância, algumas.Fique feliz, fique bem feliz, fique bem claro, queira ser feliz.




Da janela eu vejo a rua onde ela caminha todo o dia...

Mas ela passa tão depressa
Que eu não tenho tempo
E nem coragem
De abrir a boca e fazer a pergunta que eu ensaiei

Da Janela - Nenhum de Nós

"As coisas assim a gente não perde nem abarca. Cabem é no brilho da noite. " (Guimarães Rosa)

“Vou ser feliz, sem me importar com o que isso irá causar aos outros… o importante é que não estou fazendo mal a ninguém, pelo contrário! Estou apenas enterrando as impurezas e toxinas da minha vida e deixando brotar uma bela e frutífera árvore”

Caio Fernando Abreu

...é por isso que tenho medo.

"Você diz que ama a chuva, mas você abre seu guarda-chuva quando chove. Você diz que ama o sol, mas você procura um ponto de sombra quando o sol brilha. Você diz que ama o vento, mas você fecha as janelas quando o vento sopra. É por isso que eu tenho medo. Você também diz que me ama…"

Imagem



Tudo bem se não deu certo.

Tudo bem se não deu certo
Eu achei que nós chegamos tão perto
Mas agora com certeza eu enxergo
Que no fim eu amei por nós dois


Mas você lembra!
Você vai lembrar de mim
Que o nosso amor valeu a pena
Lembra é o nosso final feliz
Você vai lembrar...
Vai lembrar...sim...
Você vai lembrar de mim.

Teddy Corrêia


quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Deixa o medo de lado. Põe a sua mão na minha e um sorriso no rosto. (Ivanúcia Lopes)

"Desapaixonar-se dos medos. Dos nãos que secam a alegria de viver. Alimentar-se de memórias deliciosas e conversas entre você e suas saudades. Dessas que ninguém pode tirá-las de ti. Apaixonar-se por um sorriso. Por alguém. Por uma ideia louca que você pode ser na vida de alguém. Apaixonar-se por você. Descobrimos com o tempo que as palavras mais comuns são as mais deliciosas de serem ouvidas. Às vezes dificílimas de serem ditas. Descobrimos com o tempo que afinal pouco é muito."


(Vanessa Leonardi)

Imagem

quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

Pra você...



Te sopro um segredo.
Te mando um beijo.

Ivanúcia Lopes




Ivanúcia Lopes

Sem explicações.



Não me cobre explicações pra isso que nos envolve. Eu não as tenho. Mas não me quebro por não tê-las, eu me emendo por senti-las. Dá sua mão.


 Ivanúcia Lopes


segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

Não é pose. Deixe que ela pese. Pense. Peça. E possa ser o que ela quer.


Ela contava os passos. E media a distância entre um e outro como quem se molda entre cálculos frios, sob uma fita métrica ao invés de tapete. Receava a falta de concretude e temia por à prova sua sensatez. E preferiu o raciocínio. Naquele momento não queria improvisos. Talvez amanhã. Naquele momento não. Amanhã talvez a imprevisibilidade lhe baste. Hoje não.Imaginar-se sem controle tirava-lhe do chão. Suspendia seus pés dos passos contados. E a última coisa que ela queria naquele momento, era sentir que flutuava. Precisava de pés no chão. Isso era importante pra ela. Ela só queria um instante que pudesse racionalizar as coisas. É que ela cismou, por conta própria, de que amanhã teria mais razões ainda de ser toda coração, de novo. Como sempre.

Mas hoje não.




Ivanúcia Lopes

Imagem


Houve um tempo em que tive um rio por dentro, mas acabou secando.



- É possível um rio secar completamente?
- Claro que é.
 - Mas será que ele não enche depois? Nunca mais? 
- Alguns sim, outros não.
- Mas nunca mais? 
- Sei lá, acho que não.
- Você tem certeza? 
- Certeza eu não tenho. Só estou dizendo que acho. Afinal não sou nenhuma especialista em matéria de rios, secos ou não. 
- Sabe?
- O quê? 
- Eu tinha esperança que o rio voltasse a encher um dia.


Caio F. de Abreu




É esse gelo por dentro que eu não consigo entender.


Você se doou tanto quando eu não pedia, e no momento em que pela primeira vez pedi, você negou, você fugiu. É esse seu bloqueio de aço encouraçando o silêncio, eu não consigo entender.


Caio F. de Abreu



Longe do meu lado

A paixão já passou em minha vida
Foi até bom mas ao final deu tudo errado.

E agora carrego em mim
Uma dor triste, um coração cicatrizado
E olha que tentei o meu caminho
Mas tudo agora é coisa do passado
Quero respeito e sempre ter alguém
Que me entenda e sempre fique a meu lado
Mas não, não quero estar apaixonado
 
Renato Russo



quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

"Mas também acho que aquilo que é bom, e de verdade, e forte, e importante – coisa ou pessoa – na sua vida, isso não se perde.

E aí lembro de Guimarães Rosa, quando dizia que “o que tem de ser tem muita força”. A gente não tem é que se assustar com as distâncias e os afastamentos que pintam. Mas, vantagens? Ah, isso também tem. A melhor delas é conhecer gente. Não tem coisa melhor (nem pior) do que gente. E, na minha opinião, não é plantado no mesmo lugar, caminhando sempre pelas mesmas ruas, repetindo ano após ano os mesmos programas, que você vai conhecer pessoas novas."


Caio Fernando

Olho para o céu e vejo um pedaço doce e as promessas de um tempo bom.

E assim eu quero ir, distraindo a tristeza, escutando o que vem de dentro, jogando fora os velhos papéis. Então desenho um sorriso, costuro um desejo, e aprendo a ter mais coragem na vida. E tudo muda, tem que mudar. Vai mudar.


Vi no Believe

Imagem

segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Me aceita assim?



[...] Te aceito com reticências. Aceite minhas aspas, minhas exclamações, minhas vírgulas entre sujeito e verbo. Aceite esse sujeito indefinido que sou. Te aceito como um substantivo abstrato que eu não consigo tocar, só sentir. 


Luana Gabriela





sábado, 8 de janeiro de 2011

...

Crescer, para mim, é ir me despindo,
e hoje minha nudez são as palavras.

Vi no Eucalíptos na Janela 


 

Eu??

"Um universo misterioso, envolto de emoções,sensibilidade, problemas, complicações...Não sou forte, nem sou fraca. sou assim. Às vezes dura, às vezes boba. Às vezes menina, outras vezes mulher...Um misto de seco e molhado, de doce e amargo, de prazer e angustia, de tumulto e calmaria...Mas permito-me gostar, amar, querer, chorar, sonhar...Sou um ser que luta, mesmo quando as forças parecem escassas.

E ponto. (ou reticências??!!?)

Ivanúcia Lopes

Link da Imagem





Eu só te peço uma coisa:



Pare de culpar a vida. Pare de ter pena de você. Se assuma. Se aceite. Se culpe. Se estrepe. 
Se mate. Mas se perdoe. Pelo amor de Deus, se perdoe.


Fernanda Melo

Segundo Lugar

Acho que eu tenho um jeito diferente de amar. Manso, eu diria. Como quem faz de tudo por um beijinho doce, um abraço rápido, cinco minutozinhos de presença. Faço questão. Compreendo. Suspiro e choro quando não pode ser. Aprecio demais. Elogio ao extremo. Sinto saudade. Telefono. Mando torpedos, e-mails e escrevo textos de afeição. Seguro nas mãos. Faço cócegas. Brinco. Conto segredos. Falo besteiras. Confidencio sonhos. Quero estar perto. Acariciar os cabelos. Sorrir quietinho. Fazer feliz. Tudo isso sem, muitas vezes, notar que posso sufocar o outro. Sem perceber que muito carinho pode não fazer bem. Ponho o amado em primeiro lugar, mesmo que um dia eu fique em segundo. Assim: num estalar de dedos.

Sara Albuquerque. 






E foi justo ele, o tal do sentimento injusto.

  

Não foi o primeiro e nem será o último. Talvez tenha sido o único que chegou perto de se concretizar, mas não resistiu. Não há culpa, não há medo, não há nada. E é nesse nada que o coração se guarda.

Rebeca Amaral


sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

Renascer.


"O teste do sucesso não é o que você faz quando está por cima. Sucesso é que altura você atinge quando dá a volta por cima depois de chegar ao fundo do poço".
 
George S. Patton
 
 

quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

Teus ombros suportam o mundo (Carlos Drummond de Andrade)




Aquele tanto pesava. Parecia tão pouco olhando daqui. Ela ainda sorriu um riso amarelo, mas noutro dia reparei nos ombros dela. 

(Ivanúcia Lopes)




Uma figura...




Permito-me transpor: Estar aqui e acolá. 
Recorro a isso pra ser aquilo, sem deixar de ser o que sou:  metáfora.

Ivanúcia Lopes

Se isso é amor?!



- Se for do jeito que você me fala, acho mesmo que o amor é uma coisa que me foge. É que nunca experimentei nada tão pleno como um ‘felizes pra sempre’. 


Ivanúcia Lopes

Meio assim...

...como amontoado de coisas loucas espatifadas pelos cantos.Estardalhaço de cacos de mim.Mosaico colorido.Partes de mim por aí. E aqui.

Ivanúcia Lopes

quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

...

Para a nossa surpresa, para o nosso afogamento, o barquinho afundou, meu bem.

terça-feira, 4 de janeiro de 2011

Pegue as rédeas da tua vida!

Nada mais inquietante do que não saber onde ir. Quando olhamos as estradas e caminhos que se apresentam diante de nós e nos faltam as forças para seguir por esse ou aquele, falta coragem, motivação e nossa maior vontade é nos abandonar. Pior, muito pior, é conhecer as respostas e, ainda assim, sentir o desânimo da caminhada nessa estrada que parece nunca ter fim.

[...] 

É necessário pegar as rédeas da própria vida, ter o controle, a direção. Há coisas que ninguém pode fazer por nós e viver está entre elas. E viver no sentido real, sentir na pele e na alma os acontecimentos que movimentam o mundo, os doloridos e os que nos encantam.

Fechados em casa, sem espaço, limitados pelas paredes e pelos sofrimentos, vamos nos afundando num poço sem fundo, do qual será muito difícil nos levantar. É preciso reunir a coragem e a força, misturar a alegria de viver com o sonho de se chegar a algum lugar, dar passos e abrir os braços à vida. 

[...]

Se a vida tiver que te transformar, que seja então em alguém melhor.

Não há melhor momento que o de agora para se pegar as rédeas da vida e dirigi-la. O ontem passou e o amanhã está adiante... ame-se o bastante para construir seu abrigo. Creia, muitos são os que precisam da sua sombra e bem-aventurado é o homem que, assinando sua obra dá de si, a si e aos outros.



Letícia Thompson

Link da Imagem 

Porque você não pode sair dos trilhos

Somos como carros num cabo
E a vida é como uma ampulheta colada à mesa
Ninguém consegue achar o botão de "voltar" agora
Cante se você entender
 
 
 'Será que não se pode querer correr riscos?'
(Ivanúcia Lopes)
 
 
 
'Cause you can't jump the track
We're like cars on a cable
And life's like an hourglass, glued to the table
No one can find the rewind button, now
Sing it if you understand
And breathe, just breathe
Woah breathe, just breathe
 
 
 Breathe (2AM)
Anna Nalick