quarta-feira, 22 de junho de 2011

...como cicatrizes.

Pessoas são como cicatrizes. E embora cicatrizadas, algumas sempre doem. Elas se doem pelo golpe desferido ou pela culpa de permitir a alguém abrir tantos cortes em nosso próprio peito. Cicatrizes, são marcas que a gente carrega pra sempre. Umas provocadas, outras inevitáveis. E outras ainda que você tentaria de tudo para suavizar. Mas eu penso: deve haver um jeito de pedir que as pessoas cheguem de leve, e que levem, quando forem, todas as armas usadas. Deve haver uma forma de dizer a alguém que quando vier, não faça julgamentos pelos traços que já tenho, porque por mais que a gente insista, eles sempre vão existir. Mas eu desejo, todos os dias, e agora, e hoje, mais do que nunca: que todas essas marcas que trago aqui, não me impeçam de marcar a vida de alguém, com felicidade.


Ivanúcia Lopes


Um comentário:

TELMINHA disse...

Lindo,perfeito!!